Sábado, 21 de Maio de 2022
Artigos Alinhamento

O alinhamento das rodas do seu caminhão é um assunto sério!

E você deve saber o porquê!

23/03/2022 às 07h58
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Fala, pessoal! Beleza?

 

Estamos aqui hoje com mais um assunto sobre o universo das estradas!

 

Para o bom funcionamento de uma grande máquina, é preciso que tudo esteja em perfeito estado. Afinal, o seu caminhão também é a sua ferramenta de trabalho.

 

Sendo assim, resolvemos trazer um assunto muito importante: o alinhamento das rodas do seu caminhão!

 

Ficou curioso? Então, bora lá saber mais?

 

• Compartilhe esse artigo no WhatsApp

• Compartilhe esse artigo no Telegram

 

Aqui você encontra:

 

O que é alinhamento de caminhão?

 

Primeiro que qualquer automóvel é projetado para trabalhar sobre rodas em perfeito alinhamento. Isso faz com que a suspensão, eixos, rolamentos e diversas outras peças conectadas às rodas funcionem com eficiência se as rodas e os pneus estiverem alinhados.

 

E o que acontece se não tiverem assim?

 

Quando não alinhadas, os pneus se direcionam em sentidos diferentes, tocam a pista com uma pequena parte da banda de rodagem e levam o condutor a forçar a direção para a esquerda ou direita.

 

É importante destacar que as consequências não param por aí. O desalinhamento também pode causar avarias em peças por encaixe inadequado e excesso de esforço, além de aumentar consideravelmente os gastos com combustível. 

 

Por isso, é essencial prestar atenção aos tipos de desalinhamento que podem surgir no seu bruto. 

 

Entenda os diferentes tipos de desalinhamentos de rodas!

 

Divergência/convergência: conhecida por desgastar e sobrecarregar o motor, a divergência ou convergência é a modalidade de desalinhamento mais comum. Trata-se da inclinação horizontal das rodas. Quando há convergência, as extremidades traseiras se voltam para fora do veículo e, as dianteiras, para dentro. Por outro lado, se estão na divergência, os pneus se direcionam para fora em suas extremidades dianteiras e para dentro nas traseiras, dando ao motorista a sensação de que o volante puxa a direção para determinado lado. 

 

Câmber: o desalinhamento de câmber, também conhecido como cambagem, é a inclinação vertical da roda. Se a cambagem é positiva, a parte superior das rodas tende para fora e a inferior para dentro. Na cambagem negativa, ocorre o oposto: a superior fica voltada para dentro e a inferior para fora. 

 

Cáster: o cáster é a inclinação do pino mestre em relação a seu ponto de fixação no centro da roda. O ângulo correto é essencial para que a direção do caminhão se mantenha estável e para que o volante volte à posição central depois que o veículo fizer uma conversão, por exemplo. Sendo assim, é importante que o caminhoneiro preste atenção ao ângulo do pino central e mantenha a inclinação positiva. Lembrando que o cáster será:

 

  • Negativo quando o pino estiver inclinado para frente da roda;

  • Nulo quando estiver sobre o ponto de fixação;

  • Positivo quando estiver inclinado para trás da roda.

 

Vantagens do alinhamento de caminhão

 

Diferentemente do que muitos motoristas podem imaginar, o alinhamento não serve apenas para manter a direção em linha reta. Ele também é responsável por gerar economia, melhorar a performance na estrada e aumentar a lucratividade dos caminhoneiros.

 

Quer consultar os débitos do seu veículo e pagar em até 12X ? (CLIQUE AQUI)

 

Confira, nos tópicos abaixo, as 6 vantagens dessa prática!

 

Dica #1: Aumenta a segurança nas viagens

 

Os freios e a suspensão — fundamentais para curvas seguras e frenagens — são muito afetados pelo desalinhamento, já que o caminhão pode não responder corretamente aos comandos do estradeiro em uma situação perigosa.

 

O alinhamento, no entanto, faz com que os componentes de um veículo trabalhem dentro dos padrões de fabricação. Isso significa menos sobrecarga nas peças e, consequentemente, menor probabilidade de problemas mecânicos na estrada.

 

Desse modo, podemos afirmar que o alinhamento permite uma viagem mais segura, pois mantém o veículo na direção escolhida pelo condutor e impede as derrapagens por falta de aderência dos pneus ao solo. 

 

Dica #2: Reduz o gasto do combustível

 

O desalinhamento — ainda que pequeno — exerce força em sentido diverso ao da marcha, forçando o motor e aumentando os gastos com combustível. O alinhamento, em contrapartida, elimina a resistência provocada pelas rodas desalinhadas e, portanto, economiza combustível.

 

Dica #3: Conserva os pneus

 

Ao rodarem desalinhados, os pneus são arrastados para a direção contrária à de sua rodagem natural, o que aumenta o atrito entre eles e os leva a sofrer um desgaste prematuro. 

 

Além disso, diferenças de angulação levam a banda de rodagem a um desbastamento irregular. Isso deteriora os pneus com agressividade, deixando à mostra a desigualdade entre a área do pneu que mais tem contato com o solo e a que tem menos contato.

 

No entanto, todos esses problemas podem ser evitados com o alinhamento, pois a prática garante a eficiência e, naturalmente, a maior durabilidade dos pneus.

 

Dica #4: Prolonga a vida útil das peças mecânicas

 

Quando as rodas giram nos ângulos determinados pelos fabricantes, diminui o esforço sobre os eixos, rolamentos, freios, caixa de câmbio, motor, transmissão e suspensão.

 

Assim, podemos dizer que o alinhamento previne o superaquecimento do motor e contribui para a conservação de toda a mecânica do veículo, preservando a vida útil das peças do seu caminhão.

 

Dica #5: Eleva a performance do pesado

 

Por reduzir o número de visitas à oficina, seja para troca de peças deterioradas ou para consertos de falhas mecânicas, o alinhamento proporciona uma maior disponibilidade do caminhão. Também minimiza o risco de acidentes, garantindo pontualidade nas entregas e maior segurança nas viagens

 

Dica #6: Deixa a condução mais confortável

 

Um veículo alinhado transita sem trepidações e sem que o motorista precise corrigir a direção constantemente. Desse modo, o esforço para dirigir é menor, a condução se torna mais confortável e o cansaço do piloto é reduzido, melhorando sua produtividade na estrada. 

 

Como vimos, o alinhamento é bastante benéfico para os estradeiros. Ao manter as angulações dentro dos padrões predeterminados pelas montadoras, o motorista elimina o excesso de atrito dos pneus, mantém os componentes mecânicos devidamente encaixados e equilibra o centro de gravidade do caminhão. 

 

Envie este artigo para os grupos de Zap e Facebook para ajudar o portal a On Truck a informar quem precisa!

 

Até a próxima!

 

Receba as notícias e vagas diárias em nosso Canal no Telegram [CLIQUE AQUI]

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários