Sexta, 20 de Maio de 2022
Startup e Inovação Inovação

Smart Cities no Brasil: uma análise sobre o processo de implementação

Iniciativas de startups especializadas em Smart Cities, também auxiliam o poder público na proteção da vida da população

04/04/2022 às 11h15
Por: Redação Fonte: Pedro Junior
Compartilhe:
Imagem: Reprodução/Internet
Imagem: Reprodução/Internet

O Brasil, quinto maior país em extensão territorial, caracterizado pela pluralidade de território e cultura, enfrenta sérias dificuldades para suprir de forma efetiva as necessidades de toda a população em seus respectivos recortes.

 

É nesse sentido que políticas e perspectivas para uma mobilidade mais inclusiva têm atraído a atenção do Estado, considerando que as pessoas e as necessidades de cada um são diferentes. Entre as possíveis soluções, um tópico facilitador que apresenta demanda crescente é o conceito de Smart Cities.

 

• Compartilhe essa notícia no WhatsApp

• Compartilhe essa notícia no Telegram

 

As Smart Cities proporcionam conexão entre o cidadão e os serviços essenciais através de tecnologia e sustentabilidade, otimizando a utilização de recursos para impulsionar o desenvolvimento econômico junto a qualidade de vida das pessoas.

 

Apesar de ainda serem isoladas, o setor privado tem apresentado cada vez mais propostas de inovação disruptiva para que, em parceria com o Estado, a realidade das cidades inteligentes seja efetiva e traga importantes soluções para o mundo.

 

Iniciativas privadas e seu impacto na sociedade

Neste ínterim, para trilhar e demonstrar algumas iniciativas, abaixo citarei exemplos de prestação de serviço à sociedade já acontecendo em 3 âmbitos diferentes: um de administração pública, outro de PPP (parceria pública privada entre município e empresa) e, por fim, um de iniciativa de startups relevantes do mercado.

 

Administração pública: Impossível não citar a iniciativa da prefeitura de Sorocaba que entre 2017 e 2020 teve o Integrabike com mais 380 mil viagens e mais de 60 mil usuários. Infelizmente, o projeto foi interrompido em decorrência dos desacordos entre o poder público e a empresa contratada para manutenção e cessão das bikes.

 

PPP: Trabalho de sensoriamento de iluminação pública em parceria de gestão entre a prefeitura de Vila Velha (ES) e Grupo Splice que, por meio de sensoriamento inteligente, integra em uma central de monitoramento todo o sistema de iluminação pública da cidade. Além disso, elaborou um sistema de sensoriamento que ao perceber os níveis de incidência de claridade apaga ou acende de forma automática e precisa. Para mais, é importante salientar a facilidade e economia que sistemas deste tipo oferecem à prefeitura, além das reduções de custo, um belo exemplo de eficiência em Smart Cities.
 

 

Quer consultar os débitos do seu veículo e pagar em até 12X ? CLIQUE AQUI)

 

Startup de Smart Cities salva vidas em Petrópolis

As iniciativas de startups especializadas em Smart Cities, também auxiliam o poder público na proteção da vida da população. Este é o exemplo da Ineeds System, Startup paulistana fundada em 2020 com intuito de ser referência no assunto, foi criada já com case de sucesso recente e repercussão a nível nacional.

 

Em desenvolvimento, projetos como: sensor de bueiros, deslizamentos de encostas e pedras rochosas em áreas de difícil acesso, são exemplos em homologação que já cumprem um importante papel. Foi assim que ajudaram o município de Petrópolis em Março de 2022 tão atingido pelas chuvas e com a fantástica tecnologia de Smart Cities de sensoriamento de pedras rochosas em áreas críticas, protegeu a população no último domingo 20.03.22 quando o sistema, ao perceber a movimentação do terreno acima de 5 graus, alertou imediatamente a defesa civil da cidade proporcionando o ágil esvaziamento e protegendo a vida, exemplo real da utilidade da tecnologia para a sociedade.
 

 

Melhorias no diálogo entre Governo e as Empresas

É evidente que a realidade das Smart Cities é cada vez mais próxima. Entretanto, é notório a necessidade de melhores diálogos e iniciativas do âmbito Federal, com o apoio do MCTI (Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações) para que efetivamente chegue aos municípios. Esses, amparados pelo Ministério das Cidades e do Desenvolvimento, têm mais autonomia para fortalecer a comunicação entre os poderes e as empresas privadas, somente assim, construiremos um futuro melhor.

 

Aqui do nosso lado continuamos na luta pela inovação e empreendedorismo no Brasil, como vocação em nosso dia a dia, agradeço por compartilhar um pouco de nossa vivência e experiência com todos vocês!


 

Pedro Junior é publicitário de formação e empreendedor por vocação. Serial Entrepreneur - Especialista em last mile, drone delivery, mobilidade urbana, seguros e tecnologias sensoriamento e de soluções Smart Cities e Saúde. Membro Board Governance e Conselheiro em negócios pela HSM University.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários