Quarta, 25 de Maio de 2022
Segurança nas Estradas Tentativa de Golpe

Caminhoneiro forja sequestro para furtar 30 toneladas de soja

Conforme a PC, motorista trocou os grãos de caminhão e simulou sequestro

05/04/2022 às 10h31
Por: Redação Fonte: Diário Digital
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Motorista, de 55 anos, forjou um sequestro de caminhão de soja avaliado em R$ 10 mil para furtar os grãos de uma fazenda localizada no núcleo industrial, zona rural de Campo Grande. Ele foi preso por furto qualificado de mais de 30 mil toneladas de soja na última quinta-feira (30) e caso foi divulgado nesta segunda-feira (4) pela Polícia Civil. Crime segue em investigação.

 

Conforme a Delegacia de Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos (Derf), o condutor forjou o crime de sequestro para ocultar a situação. Inicialmente, o caso havia sido registrado como roubo, uma vez que o motorista da estava desaparecido, assim como tratores e reboques que haviam, então, "sido levados" pelos "criminosos". Após a localização do caminhão, o autor se apresentou aos seus empregadores e alegou que havia sido roubado e sequestrado, motivo pelo qual não havia registrado a ocorrência.

 

• Compartilhe essa notícia no WhatsApp

• Compartilhe essa notícia no Telegram

 

Após uma série de diligências desenvolvidas pela DERF, as mais de 30 toneladas de soja foram localizadas e apreendidas, e os produtos furtados estavam armazenado em outro caminhão.

 

 

O motorista passou por interrogatório e a farsa foi descoberta, especialmente em decorrência de provas coletadas pelos policiais civis. Ele confessou o crime e foi preso em flagrante por furto qualificado e falsa comunicação de crime. As investigações continuam e a participação do indiciado em crimes similares segue em apuração.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários