Domingo, 29 de Maio de 2022
Economia Politicas

BB lança linha de crédito para caminhoneiros

Já foram anunciadas também linha de crédito pela Caixa e programa de compra de caminhões antigos. Medidas ocorrem em ano eleitoral e beneficiam categoria próxima a Bolsonaro

09/04/2022 às 11h32 Atualizada em 09/04/2022 às 12h24
Por: Redação Fonte: G1
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Banco do Brasil lançou nesta quinta-feira (7) uma linha de crédito voltada a caminhoneiros autônomos e que permite a eles anteciparem o recebimento de fretes.

 

É a terceira iniciativa voltada à categoria dos caminhoneiros anunciada pelo governo Jair Bolsonaro em pouco mais de dois meses.

 

Banco do Brasil é controlado pelo governo federal e o presidente da República participou da cerimônia, em Brasília, em que a linha de crédito foi anunciada.

 

Já no início de abril, o governo anunciou um programa destinado à compra de caminhões com mais de 30 anos de uso, pagando preço de mercado, sob a justificativa de incentivar a renovação da frota.

 

As medidas são anunciadas em ano eleitoral, quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) tentará a reeleição. Além disso, beneficia uma categoria que o presidente considera fazer parte de sua base de apoio.

 

Em maio de 2018, por exemplo, quando ainda era deputado, Bolsonaro apoiou a greve da categoria.

 

Já em 2021, como presidente, Bolsonaro anunciou um auxílio de R$ 400 para os caminhoneiros em razão do aumento do preço do diesel. Também no ano passado, diante de ameaça de uma nova paralisação da categoria, Bolsonaro chamou os caminhoneiros de "aliados" e disse que faria "a parte" dele.

Linha de crédito do BB

 

Por meio da linha de crédito do BB, apelidada de Antecipa Frete, o banco deposita o dinheiro do frete direto na conta do motorista com antecedência de até 120 dias.

 

De acordo com o BB, serão cobrados juros a partir de 1,79% ao mês. No caso da Caixa, os recursos são antecipados no mesmo prazo e com taxas de juros partir de 1,99% ao mês.

 

A vantagem dessa linha é que o dinheiro cai na conta do caminhoneiro mais rápido do que se o pagamento fosse feito pela empresa que contratou o frete.

 

Porém, o banco desconta uma parte do valor do frete para cobrir os juros. Na sequência, a transportadora transfere o valor total do frete ao banco.

 

No caso da linha lançada pelo Banco do Brasil, é necessário que o caminhoneiro tenha ou abra uma conta no BB e que a transportadora ou a embarcadora, que contrata o serviço do motorista, seja conveniada com o banco. A linha de crédito já está disponível para contratação.

 

De acordo com o presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, mais de 2.500 empresas do segmento são correntistas do banco e podem aderir ao convênio. Quanto aos caminhoneiros, Ribeiro afirmou que o BB possui mais de 132 mil clientes do ramo.

 

CPR verde

 

Também nesta quinta o Banco do Brasil anunciou que emitiu sua primeira Cédula de Produto Rural (CPR) verde, título que tem o objetivo de remunerar produtores rurais que preservarem a vegetação nativa em suas propriedades e estimular o mercado de crédito de carbono.

 

Desde a década de 1990, a CPR é usada por produtores rurais para financiar a produção agrícola. Ao emitir o título financeiro, o produtor se compromete a entregar uma parte ao investidor em troca de receber antecipadamente recursos para custear a safra.

 

Já a CPR Verde, regulamentada pelo governo em outubro do ano passado, remunera o compromisso de conservar a floresta nativa na propriedade. Em troca, o produtor recebe um pagamento à vista ou parcelado.

 

Essa remuneração será paga pelo comprador do título, isto é, investidores e empresas interessadas em neutralizar emissões de carbono.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários