Sexta, 12 de Agosto de 2022
Infraestrutura Duplicação

DER publica resultado final da licitação do anteprojeto de duplicação entre Guaratuba e SC

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou nesta segunda-feira (25) a declaração de vencedor e resultado final da licitação

26/04/2022 às 17h44 Atualizada em 26/04/2022 às 17h52
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou nesta segunda-feira (25) a declaração de vencedor e resultado final da licitação para elaborar o anteprojeto de duplicação da PR-412 entre Guaratuba e Santa Catarina, no Litoral.

 

A publicação confirma como vencedor o consórcio formado pelas empresas Vitis Engenharia Ltda e Engmetria Engenharia Ltda, por ter arrematado a disputa de preços com a proposta mais vantajosa para a administração pública além de apresentar toda a documentação exigida em edital.

 

O resultado havia sido divulgado na última terça-feira (19) e como não houve interposição de recursos por demais participantes, agora é considerado final. O investimento será de R$ 657 mil, atingido após negociação com o DER/PR.

 

A próxima etapa é a homologação do resultado pelo DER/PR e adjudicação do objeto da licitação ao consórcio. Este deverá providenciar os documentos necessários para assinatura de contrato, com os levantamentos e estudos sendo iniciados assim que for emitida a ordem de serviço.

 

ESTUDOS– Estão previstos na elaboração do anteprojeto o diagnóstico ambiental, estudos e levantamentos para a restauração da pista existente e duplicação do trecho de 12,81 quilômetros, que tem início na divisa com Santa Catarina (acesso para Garuva) e segue até Guaratuba, no trevo de acesso ao balneário Coroados. Neste local será estudada a possibilidade de uma interseção em desnível.

 

Também deverão ser previstos passeios, travessias para pedestres, passarelas, ciclovias ou faixas compartilhadas, onde for aplicável. Será avaliada a drenagem do trecho, devendo ser sugeridas soluções como correção do greide da pista e substituição de galerias por pontes, caso seja necessário. As avaliações incluem o entroncamento com a PR-808 (acesso para Itapoá) quanto à possibilidade de interseção em desnível, e a ponte sobre o Rio da Praia, em relação à necessidade de reforço ou reconstrução. O prazo de execução é de seis meses.

 

Uma vez concluído, o anteprojeto poderá ser utilizado para licitar a elaboração do projeto básico, projeto executivo de engenharia e a execução da obra de duplicação em um único edital, utilizando a modalidade Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi). Este tipo de contratação já foi utilizado pelo DER/PR para as obras de restauração em concreto da PRC-280, da execução da trincheira da Bratislava em Cambé (Norte), da duplicação da PR-317 entre Maringá e Iguaraçu (Noroeste), e na nova duplicação da Rodovia dos Minérios em Almirante Tamandaré (RMC).

 

ANTEPROJETO– O anteprojeto é um conjunto de documentos, resultado de estudos e levantamentos em campo, apontando as soluções possíveis para a execução de uma obra. Ele é aproveitado integralmente na elaboração do projeto básico, que é seguido pela elaboração do projeto executivo de engenharia da obra.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários