Domingo, 29 de Maio de 2022
Startup e Inovação Frota Nova

JBS lança nova empresa para a locação de caminhões 100% elétricos e reduz emissões dos seus negócios

Em linha com o compromisso Net Zero 2040 da JBS, a No Carbon terá uma frota de veículos elétricos que atenderá inicialmente as operações logísticas de marcas Friboi, Seara e Swift

28/04/2022 às 11h34
Por: Redação Fonte: JBS
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A JBS, líder global em produção de alimentos à base de proteína, lança o seu mais novo negócio: a No Carbon, empresa especializada em locação de caminhões 100% elétricos. Em linha com o compromisso da JBS de ser Net Zero em 2040, a nova Companhia fará parte da JBS Novos Negócios e será responsável pela gestão de uma frota de caminhões frigoríficos movidos a energia elétrica. A empresa atuará inicialmente nas operações logísticas da própria JBS, atendendo a distribuição de produtos de Friboi, Seara e Swift.

 

A eletrificação dos caminhões terá um impacto positivo ao meio ambiente. Cada veículo elétrico evita o lançamento anual de cerca de 30 toneladas de gás carbônico (CO2) equivalente na atmosfera. Com isso, a No Carbon irá impactar diretamente as emissões de CO2 do chamado escopo 3 da JBS. Isso porque os novos caminhões irão substituir os modelos a diesel usados pelos prestadores de serviços logísticos do Grupo. O escopo 3 diz respeito às emissões indiretas das operações de uma empresa.

 

A No Carbon nasce com uma frota de 31 Veículos Urbanos de Carga (VUC) elétricos, atendendo importantes regiões dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal. A expectativa é expandir essa frota no médio prazo, com a possibilidade de abrir a locação de veículos de carga elétricos para outros players do mercado com alta demanda por serviços logísticos, como redes varejistas e empresas de e-commerce.

 

O caminhão utilizado pela No Carbon é equipado com baús frigoríficos transportando, simultaneamente, produtos resfriados e congelados e com capacidade de até 4 toneladas de carga. Os pontos de recarga estarão disponíveis nos centros de distribuição das marcas, e a autonomia do veículo (com o baú) é de até 150 quilômetros, o que torna ideal para rodar nos centros urbanos. Com isso, a JBS irá contribuir para melhorar a qualidade do ar nas principais cidades brasileiras no médio e longo prazo.

 

Além do menor impacto ambiental, uma das principais vantagens dos veículos elétricos é o baixo custo de operação e manutenção. O caminhão não possui, por exemplo, filtro de ar, filtro de óleo, filtro de combustível, sistema de escapamento, correias, bico injetor, bomba de injeção e demais itens que fazem a manutenção de um veículo convencional custar até seis vezes mais do que o modelo elétrico.

 

“Com a No Carbon, a JBS cria um negócio que irá trazer escala à utilização de caminhões elétricos no transporte de cargas no Brasil, um país com elevada dependência do modal rodoviário na área logística. Além disso, a nova frente representa a abertura de um campo com grande potencial de crescimento e colabora com o objetivo da empresa de trabalhar de maneira cada vez mais sustentável”, afirma Susana Martins Carvalho, diretora executiva na JBS Novos Negócios. A iniciativa vai ao encontro do compromisso Net Zero da Companhia, de zerar o balanço líquido das emissões de gases causadores de efeito estufa até 2040 em toda sua cadeia de valor.

 

Sobre a JBS

 

A JBS é líder global em produção de alimentos à base de proteína. Com uma plataforma diversificada por tipos de produtos (aves, suínos, bovinos e ovinos, além de plant-based), a Companhia conta com mais de 250 mil colaboradores, em unidades de produção e escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros. No Brasil, a JBS é a maior empregadora do país, com mais de 145 mil colaboradores. No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Seara, Swift, Pilgrim’s Pride, Moy Park, Primo, Just Bare, entre muitas outras, que chegam todos os dias às mesas de consumidores em 190 países. A empresa investe em negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem e transportes, com foco na economia circular. A JBS conduz suas operações priorizando a alta qualidade e a segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade e bem-estar animal em toda sua cadeia de valor, e assumiu em março de 2021 o compromisso de se tornar Net Zero até 2040. Isso significa que a JBS vai zerar o balanço líquido das suas emissões de gases causadores do efeito estufa, reduzindo a intensidade das emissões diretas e indiretas e compensando toda a residual. A JBS foi a primeira empresa global do setor de proteína a estabelecer esse compromisso, com o propósito de alimentar pessoas ao redor do mundo de maneira cada vez mais sustentável.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários